FALE CONOSCO

Entre em contato conosco para tirar todas as suas dúvidas sobre investimento em ouro. Fale com nossos consultores através dos canais abaixo:

0800 7091033
11 99159 7222
11 99160 8555
Chat Online

Horário de atendimento: 08h30 às 19h00

NEWSLETTER

  • loading


    OURO ATIVO FINANCEIRO

    Conheça as vantagens de comercializar Ouro com a confiança
    e experiência que a PARMETAL oferece para você.

1
/
3
/

Competência, Agilidade e Confiança em operações com Ouro

A ``Parmetal DTVM`` é uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e é especializada na negociação de ouro ativo financeiro, sua principal atividade.

Cotações Agora (R$/g)

*Preço de negociação pode variar ao longo do dia

Notícias e Artigos

Confira aqui as novidades e nossas avaliações sobre o que está acontecendo no mercado do ouro.
Ações Ásia Bolsa de valores Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Libra Mercado New York Ouro Parmetal Prata

Os Futuros de Ouro caíram durante a sessão asiática

21 de fevereiro de 2017
Fonte: Investing.com Publicado: (21.02.2017 01:05) Os Futuros de Ouro caíram durante a sessão asiática na terça-feira. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, Os Futuros de Ouro em Abril foram negociados na entrega a US$ 1.233,85 por onça troy no momento da escrita, caindo 0,42%. Anteriormente negociadas na baixa da sessão a US$ por onça troy. O Ouro estava propenso a encontrar apoio em US$ 1.233,20 e resistência em US$ 1.241,20. O Índice Dólar, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou ganhos 0,31% para negociação a US$ 101,23. Em outra parte da Comex, A Prata para entrega em Março registrou perdas 0,34% para negociação a US$ 17,968 por onça troy enquanto O Cobre para entrega em Março registrou perdas 0,29% para negociação a US$ 2,742 por libra-peso. Site: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/os-futuros-de-ouro-ca%C3%ADram-durante-a-sess%C3%A3o-asi%C3%A1tica-229487
Bolsa de valores Brasil Chile Cobre Commodity Cotacao Dólar Economia Eleições EUA FED Governo Grécia Indonésia Inflação Investimento Libra Mercado New York Ouro Paládio Parmetal Platina Política Prata Presidencia Taxa de Juros

Ouro se mantém estável em mercado calmo silenciado por feriado nos EUA

20 de fevereiro de 2017
Publicado:  (20.02.2017 11:15) Por: Investing.com   Os preços do ouro tiveram pouca alteração durante a manhã de segunda-feira na América do Norte, já que investidores hesitaram em tomar posições fortes devido ao feriado nacional do Dia do Presidente nos EUA. Os contratos futuros do ouro com vencimento em abril na divisão de comércio exterior da Bolsa de Valores de Nova York se estabilizaram em US$ 1.1238,95 a onça troy às 7h15 no horário de Brasília (9h15 horário local). As negociações devem se manter calmas já que os mercados nos EUA permanecerão fechados para o Dia do Presidente na segunda-feira. Agentes do mercado esperam mais indicações do momento da próxima alta de juros no país. Na semana a seguir, mercados financeiros globais se concentrarão nas minutas da reunião da última reunião de política financeira do Federal Reserve bem como dados relativos ao mercado imobiliário para mais indícios do momento da próxima alta de juros nos EUA. Há também mais declarações do Fed esta semana, incluindo as que devem ser feitas pelo presidente do Fed de Mineápolis Neel Kashkari, o presidente do Fed de Filadélfia Patrick Harker e o presidente do Fed de Atlanta Dennis Lockhart. A presidente do Federal Reserve de Cleveland Loretta Mester declarou em um discurso em Cingapura na última segunda-feira que ela estaria “confortável” em elevar as taxas de juros neste momento se a economia mantiver seu ritmo atual de desempenho. A presidente do Fed Janet Yellen afirmou na semana passada que o banco central dos EUA provavelmente precisará elevar a taxa de juros em uma próxima reunião, embora ela tinha sinalizado incerteza considerável sobre política econômica da administração Donald Trump. Os fundos futuros do Fed apontam menos de 15% de chances de uma alta dos juros em março, de acordo com o Monitor da Taxa de Juros da Reserva Federal do Investing.com. Apostas de uma alta em junho estão em torno de 70%. O índice do dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, estava em 100,85 no recente pregão pela manhã em Nova York, praticamente inalterado durante o dia. Manchetes de vontade de Washington provavelmente permanecerão em foco na semana adiante, já que investidores aguardam mais detalhes sobre as promessas do presidente Donald Trump da reforma fiscal, desregulamentação e gastos de infraestrutura. Também sobre comércio exterior, contratos futuros da prata com vencimento em março caíram US$ 0.04, ou 0,2%, para US$ 17,99 a onça troy. Enquanto isso, a platina caiu 0,2% para US$ 1.004,40, e o paládio teve queda de 0,3% a U$ 777,28 por onça. Ainda no mercado de metais, contratos futuros de cobre subiram US$ 0,024, ou cerca de 0,9%, para US$ 2,731 a libra, já que preocupações sobre perturbações no fornecimento no Chile e na Indonésia deram suporte aos preços. Preços do metal vermelho atingiram um pico de 20 meses sendo negociados a US$ 2,822 na semana passada após greves na mina Escondida do Chile, controlada pela BHP Billiton (LON:BLT) e na mina Grasbeg na
Ações Alemanha Bolsa de valores Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia Eleições EUA Euro Europa FED Governo Investimento Mercado New York Ouro Parmetal PIB Política Presidencia Reino Unido

De Volta ao Ouro

20 de fevereiro de 2017
Publicado: 17.02.2017 10:56 Por: Alexandre Castro da Investing.com   Semana mais bacana esta que está terminando. Mercado teve alguns agitos com indicadores e falas de Janet Yellen do FED. Para a próxima semana teremos feriado do dia do presidente nos EUA na segunda-feira. Observar que quando temos feriado em locais com bolsas importantes o volume tende a cair muito. Pode ser melhor deixar para começar a operar na terça-feira, onde teremos divulgação de PMIs europeus e americano. Na quarta e quinta, mais emoções, com PIB do Reino Unido e Alemanha, além do índice de preços da zona do euro e número de venda de casas usadas nos EUA. Na sexta, índice de confiança do consumidor de Michigan e número de vendas de casas, agora novas, na terra de Trump. Agora, de volta ao ouro. No meu artigo de estreia, falei desta commodity metálica. Quero voltar nesta análise para ver como os preços se comportaram deste então, já que naquele momento o ouro estava em um momento de decisão conforme segue: “No gráfico semanal abaixo, é possível observar que o ouro está em tendência de baixa, marcado pelos limites do canal azul. Na quinta-feira, atingiu o limite de alta deste canal, marcado com a seta amarela, junto a uma importante zona de resistência dos preços, deixando o ouro em um momento de decisão. Caso vir a romper esta região, poderá tentar anular a tendência atual, em busca das próximas resistências, como a região dos US$ 1.250,00 ou poderá fazer um falso rompimento, podendo voltar para dentro do canal, de olho na região dos US$ 1.120,00, seu fundo anterior. Pode ser importante observar o fechamento do metal nesta sexta-feira e acompanhar seus próximos movimentos pelo gráfico diário, pois poderá ser um bom momento para o início das operações de prazo mais longo, nos dois sentidos.” Olha que bonito o que aconteceu desde então. Na sexta-feira, dia 13/01 o ouro, no diário, fechou fora do limite superior do canal de baixa (seta para baixo). Para depois subir e alcançar uma primeira resistência na região dos US$ 1.220,00, voltar e formar um belo pivô para buscar a região dos US$ 1.250,00. No gráfico, apontei com setas para cima três possíveis momentos de entrada para diferentes estratégias e tempos. Para quem usa fibonacci pode ficar bonito na formação do pivô. Nesta semana, o ouro pode possibilitar novas entradas para quem acredita no rompimento da resistência dos US$ 1.250,00. Considerar, porém, a correlação desta commodity com o dólar, que esboçou certa reação esta semana. No horizonte de tempos, possível aumento de juros nos EUA e eleições na Europa.   Site: https://br.investing.com/analysis/de-volta-ao-ouro—an%C3%A1lise-17-02-2017-200175990  
Ações Bolsa de valores BREXIT Câmbio China Commodity Cotacao Dólar Economia Eleições EUA Europa Grécia Impostos Inflação

BlackRock usa ouro para se proteger de risco que mercado ignora

20 de fevereiro de 2017
Por: O Globo Fonte: Bloomberg News Publicado: (17/02/2017 18:00)  NOVA YORK – Os investidores deveriam estar um pouco mais nervosos, na opinião de um gestor de recursos da BlackRock. As bolsas dos EUA bateram recordes diante de sinais de estabilização da economia chinesa e da expectativa de que o presidente Donald Trump gaste mais com infraestrutura, relaxe regras e reduza impostos. Embora a disparada das ações e a volatilidade abaixo da média mostrem um clima de maior otimismo, os mercados estão subestimando os riscos políticos globais, disse Russ Koesterich, um dos gestores do BlackRock Global Allocation Fund, com US$ 41 bilhões. Ele recomenda o ouro como forma de proteção. Eleições próximas na Europa e incerteza política nos EUA são alguns dos fatores que podem mexer com o sentimento dos investidores, afirmou Koesterich. Essas ameaças são amplificadas pelo potencial impacto da saída do Reino Unido da União Europeia e da crise da dívida na Grécia. Essas preocupações ajudaram a aumentar a demanda pelo ouro como porto seguro. O metal se valorizou 8 por cento neste ano, após registrar seu pior desempenho trimestral desde 2013. — Aquele risco político escondido não está refletido nos mercados”, afirmou Koesterich na quinta-feira. — As pessoas não estão tão nervosas e existem coisas que podem dar errado, especialmente quando consideramos todos os riscos políticos. Isso fortalece o argumento para inclusão do ouro em uma carteira. A onça do ouro se encaminha para sua sétima semana em oito de valorização. Nos EUA, as bolsas tiveram nesta semana a mais longa fase de alta em três anos, a inflação subiu e o mercado de trabalho vem ganhando força. Isso ocorre ao mesmo tempo em que uma métrica de incerteza sobre políticas econômicas em nível global bateu recorde em janeiro. — Parte dessa alta se baseia no fato de os investidores esperarem algum estímulo de Washington na forma de cortes de impostos e potencial estímulo fiscal — disse Koesterich. — O que vai acontecer se isso não vier? Haverá algum estímulo, mas o cronograma, a forma e a magnitude ainda são bastante incertos. Site:  http://oglobo.globo.com/economia/blackrock-usa-ouro-para-se-proteger-de-risco-que-mercado-ignora-20944744#ixzz4ZEf5aXv2
Ações Alemanha Bolsa de valores BREXIT Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia Eleições EUA Europa FED França Governo Inflação Investimento Mercado New York Ouro Parmetal Política Presidencia Reino Unido Taxa de Juros

Ouro fecha em queda em NY, mas avança na semana com incerteza política

20 de fevereiro de 2017
Publicado: (17.02.17 – 18h27) Fonte:  Dow Jones Newswires O ouro fechou em baixa nesta sexta-feira, 17, mas perto da estabilidade. Ao longo da semana, porém, o metal obteve o terceiro avanço semanal consecutivo, já que as incertezas políticas aumentam a demanda por ele. O contrato para abril, negociado na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex) fechou hoje em queda de 0,2%, a US$ 1.239,10 por onça-troy. Na semana, o ouro avançou 0,3%. O analista Lukman Otunuga, da FXTM, afirmou que a fraqueza recente do dólar – embora a moeda tenha avançado hoje – e notícias relativas ao presidente dos EUA, Donald Trump, encorajaram investidores a vender ouro nesta sessão. Segundo ele, porém, o metal segue com tendência positiva no curto prazo, diante das incertezas políticas crescentes pelo mundo. Otunuga diz que a forte probabilidade de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) eleve os juros neste ano pode pressionar o ouro no prazo mais longo. Por outro lado, uma série de eventos na Europa, como a saída do Reino Unido da União Europeia e eleições importantes neste ano, como as de França e Alemanha, pode apoiar o ouro no curto prazo. Nesse quadro, o ouro nesta sexta-feira ficou em geral de lado, mesmo diante da força do dólar, disse Anthem Blanchard, executivo-chefe da Anthem Vault and Amagi Metals. Site: http://www.istoedinheiro.com.br/ouro-fecha-em-queda-em-ny-mas-avanca-na-semana-com-incerteza-politica/

Quero Comprar Ouro

Comprar Ouro é muito simples. Todo ouro vendido pela empresa é considerado ativo financeiro e não mercadoria. O ouro poderá ficar custodiado na empresa, para posterior retirada ou negociação, bem como ser entregue no endereço do cliente (consulte custos de entrega). Tecle em ``Saiba mais`` se deseja mais informações sobre como comprar, conhecer nossos lingotes e moedas; e conhecer como funciona a custódia de ouro. Saiba mais

Quero Vender Ouro

Vender seu ouro não é complicado. Se ele já estiver custodiado na empresa é só fechar a operação por telefone e aguardar o pagamento em questão de minutos. Se, no entanto, ele estiver em seu poder, precisaremos saber sua pureza (se não for puro, haverá o custo de refino) e conhecer sua origem (investimento ou mineral) para adotarmos os procedimentos fiscais adequados. Tecle em ``Saiba mais`` para entender os procedimentos.Saiba mais