CADASTRO

Para comprar e vender Ouro com a Parmetal, preencha nosso formulário online. Clique nos botões abaixo para criar ou acessar seu perfil.

Pessoa Física Pessoa Jurídica

PASSO A PASSO

01. Preencha os formulários de cadastro.
02. Imprima os documentos gerados, confira suas informações e assine nos campos assinalados.
03. Entregue os documentos impressos juntamente com o restante da documentação solicitada na agência mais próxima de você. Entraremos em contato informando a efetivação de seu cadastro.

Acesse o tutorial aqui
  • loading


    OURO ATIVO FINANCEIRO

    Conheça as vantagens de comercializar Ouro com a confiança
    e experiência que a PARMETAL oferece para você.

1
/
3
/

Competência, Agilidade e Confiança em operações com Ouro

A ``Parmetal DTVM`` é uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e é especializada na negociação de ouro ativo financeiro, sua principal atividade.

Cotações Agora (R$/g)

*Preço de negociação pode variar ao longo do dia

Notícias e Artigos

Confira aqui as novidades e nossas avaliações sobre o que está acontecendo no mercado do ouro.
Ações Ásia BCE Bolsa de valores Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Euro Europa FED Inflação Investimento Itália Mercado New York Ouro Paládio Petroleo Política Presidencia Taxa de Juros Tecnologia Wall Street

Bolsas dos EUA sobem antes de dados; olhos em ouro, petróleo e Bernanke

26 de junho de 2017
Por:  (26.06.2017 08:00) Por: Investing.com O mercado futuro de Wall Street apontava para uma abertura em alta nesta segunda-feira, já que bolsas de valores do mundo todo tinham um início positivo da semana com investidores aguardando dados econômicos e a aparição pública de Ben Bernanke, ex-presidente do Federal Reserve (Fed), enquanto ficam de olho nos movimentos do ouro e do petróleo. O blue chip futuros do Dow ganhava 64 pontos, ou 0,30%, às 6h58 em horário local (7h58 em horário de Brasília), os futuros do S&P 500 subiam 5 pontos, ou 0,22%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 tinha alta de 20 pontos ou 0,34%. Dando início ao calendário econômico da semana, o Departamento do Censo dos EUA divulgará os pedidos de bens duráveis em maio às 09h30 (horário de Brasília). Com o início do fórum sobre atividades dos bancos centrais do Banco Central Europeu (BCE) nesta segunda-feira, Ben Bernanke, ex-presidente do Fed, fará um discurso intitulado “Quando o crescimento não é suficiente” às 14h30 (horário de Brasília). De forma distinta, agentes do mercado terão que aguardar até terça-feira para ouvir Janet Yellen, atual presidente do Fed, falar sobre questões econômicas globais, já que mercados esperam quaisquer novas indicações do momento em que o Fed elevará novamente a taxa de juros e/ou começará a reduzir seu balanço patrimonial de US$ 4,5 trilhões. Após comentários conflitantes de vários decisores do Fed na semana anterior, mercados permanecem céticos de que o banco central eleve, de fato, aumento os juros novamente antes do fim do ano. Futuros do fundo do Fed apostam que há apenas cerca de 34% de chances de aumento da taxa de juros na reunião de dezembro, de acordo com o Monitor da Taxa da Reserva Federal do Investing.com. No início da segunda-feira, John Williams, presidente do Fed de São Francisco, reiterou sua posição de que as taxas de juros devem subir gradualmente em esforço de manter o crescimento econômico sustentável. Jerome Powell, dirigente do Fed, não fez comentários sobre política monetária ou perspectiva para a economia dos EUA em discurso que foi, em grande parte, uma repetição dos comentários da semana passada em que ele afirmava acreditar haver espaço para mais regulamentação sobre bancos. Enquanto isso, mesmo com o dólar subindo frente a outros principais rivais nesta segunda-feira, contratos futuros do ouro caíam cerca de 1% pois investidores aguardavam uma semana cheia de dados e aparições de decisores. O metal precioso chegou a cair 1,7% em segundos nas negociações durante a noite, atingindo US$ 1.236,53, nível não visto desde 16 de maio. Sem um catalisador claro para o aumento no volume de cerca de US$ 2 bilhões, a especulação estava focada na possibilidade de algum erro humano na negociação. Em outras commodities, o petróleo se recuperava levemente na segunda-feira após ter encerrado a sexta-feira em baixa de 3,8% na semana em sua quinta semana consecutiva de queda, já que estava sob forte pressão devido ao constante aumento na produção de shale oil nos EUA. Contratos futuros de
Ações Bolsa de valores Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA FED Governo Inflação Investimento Mercado New York Ouro Paládio Parmetal Platina Política Prata Presidencia Rússia Taxa de Juros Washington

Ouro afunda 1% com mercados aguardando discursos do Fed e dados dos EUA

26 de junho de 2017
Publicado: (26.06.2017 06:10) Por: Investing.com Os preços do ouro estavam em queda acentuada nas negociações desta segunda-feira na América do Norte, já que investidores aguardavam comentários de importantes membros do Federal Reserve e uma série de dados econômicos nesta semana que se inicia na busca de mais sinais da possível trajetória de aumentos de juros do banco central norte-americano até o fim do ano. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro estavam cotados a US$ 1.241,63 a onça troy por volta das 06h10 (horário de Brasília), queda em torno de 1,2%. Enquanto isso, o ouro spot era cotado a US$ 1.240,86. Chegaram a afundar 1,7% nas negociações durante a noite, atingindo US$ 1.236,53, nível não visto desde 16 de maio. Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata recuavam US$ 0,197, ou cerca de 1,2%, e eram negociados a US$ 16,45 por onça troy, após atingirem US$ 16,26 mais cedo, seu menor nível desde 11 de maio. Agentes de mercado devem estar muito atentos a comentários de Janet Yellen, presidente nacional do Federal Reserve, já que procuram mais indicações do momento do próximo aumento dos juros dos EUA e indícios de como o banco central norte-americano planeja reduzir seu balanço patrimonial. Investidores também estarão de olho na leitura final do crescimento do primeiro trimestre nos EUA buscando mais evidências sobre a saúde da maior economia do mundo. Além do relatório do PIB, o calendário desta semana também traz dados norte-americanos sobre encomendas de bens duráveis, confiança do consumidor, vendas pendentes de imóveis, pedidos semanais de seguro-desemprego, renda pessoal e gastos pessoais — que incluem os dados da inflação das despesas de consumo pessoal, a métrica preferida do Fed para a inflação. O Fed elevou as taxas de juros pela segunda vez este ano no início de junho e manteve os planos de prosseguir com outro aumento até o fim do ano. Apesar da mensagem do Fed, agentes de mercado permanecem com dúvidas sobre a habilidade do banco central elevar as taxas tanto quanto gostaria nos próximos meses devido à inflação mais baixa. Operadores de futuros apostam em cerca de 15% de chances de aumento da taxa de juros na reunião do Fed em setembro, de acordo com o Monitor da Taxa da Reserva Federal do Investing.com. Apostas de um aumento em dezembro são vistas em torno de 35% de chances. O metal precioso é sensível a movimentos nas taxas norte-americanas, o que aumenta o custo de oportunidade de se ter ativos de baixo rendimento como o ouro. Investidores provavelmente continuarão a monitorar as últimas manchetes de Washington sobre os progressos de Donald Trump, presidente norte-americano, no projeto de lei do sistema de saúde e por quaisquer novas consequências da investigação da campanha de Trump e possíveis vínculos com a Rússia. Quanto a outros metais preciosos, a platina recuava 1,2% para US$ 920,45, enquanto o paládio caía 1% para US$ 848,20 a onça. Site: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/ouro-afunda-1-com-mercados-aguardando-discursos-do-fed-e-dados-dos-eua-497901
Ações Ásia BCE Bolsa de valores Câmbio Canadá Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Europa FED Inglaterra Japão Mercado New York OPEP Ouro Parmetal Petroleo Portugal Tecnologia Wall Street

Fique por dentro de 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

26 de junho de 2017
Publicado:  (26.06.2017 06:52) Por: Investing.com Confira as cinco principais notícias desta segunda-feira, 26 de junho, sobre os mercados financeiros: 1. Petróleo começa a semana em alta Preços do petróleo estavam começavam a semana mais altos, mas os ganhos estavam limitados em meio a preocupações persistentes com o forte crescimento produção de shale oil nos EUA. O petróleo dos EUA tinha o barril negociado a US$ 43,39 no início do pregão em Nova York, uma alta de US$ 0,40 ou cerca de 0,9%, enquanto o petróleo Brent avançava US$ 0,35 para US$ 46,11. Na semana passada, o WTI perdeu US$ 1,73, ou cerca de 3,9%, enquanto o Brent recuou US$ 1,67, ou cerca de 3,8%. Ambos agora registram perdas por cinco semanas seguidas, o que marca a maior sequência de perdas semanais desde agosto de 2015. Preços do petróleo estão sob pressão nas últimas semanas devido a preocupações com a crescente produção de shale oil nos EUA, que pode neutralizar os cortes na produção de membros da OPEP e países externos à organização. 2. Bolsas do mundo aproveitam sólido início da semana Bolsas de valores de todo o mundo presenciam um início firme da semana em meio a otimismo com o crescimento global. Em Wall Street, o índice de tecnologia de futuros do Nasdaq 100 apontava para um ganho de 17 pontos, ou cerca de 0,3%, na abertura, o índice blue chip futuros do Dow subia 60 pontos, ou cerca de 0,3%, ao passo que os futuros do S&P 500 avançavam 6 pontos, ou cerca de 0,2%. Na Europa, as bolsas tinham amplos ganhos, com bancos se recuperando após a Itália chegar a um acordo sobre dois bancos regionais insolventes e a empresa líder de produtos de consumo Nestlé (SIX:NESN) ter atingido alta recorde após se tornar o próximo alvo do investidor ativista Daniel Loeb, do fundo Third Point. Mais cedo, as bolsas asiáticas encerraram majoritariamente em território positivo, com ganhos no setor de tecnologia liderando a tendência. 3. Ouro cai mais de 1% em segundos Os preços do ouro estavam em queda acentuada, já que investidores aguardavam comentários de importantes membros do Federal Reserve e uma série de dados econômicos nesta semana na busca de mais sinais da possível trajetória de aumentos de juros do banco central norte-americano até o fim do ano. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro estava cotados a US$ 1.241,95 a onça troy, queda de quase 1,2%. Chegaram a afundar 1,7% em questão de segundos no pregão durante a noite, atingindo US$ 1.236,53, nível não visto desde 16 de maio. 4. Ethereum cai quase 20%. A badalada critptomoeda Ethereum estava sobre forte pressão de vendas, já que investidores pareciam colher lucros do rali recente que levou a moeda a atingir máximas históricas. Os preços chegaram a cair 19,3% no corretora norte-americana GDAX, operada pela Coinbase, e chegaram à mínima de US$ 250,00. A cotação era de US$ 255,60 no início do pregão, queda de US$ 50,80 ou cerca de
Ações Bolsa de valores BREXIT Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Europa FED Inflação Investimento Mercado New York Ouro Parmetal Taxa de Juros

Ouro fecha em alta em NY, com movimento de correção e negociações do Brexit

26 de junho de 2017
Publicado: 23.06.17 – 15h26 Por: Istoé dinheiro Fonte: Dow Jones Newswires O contrato futuro de ouro fechou em alta nesta sexta-feira, 23, em um movimento de correção das perdas recentes e com preocupações em torno do processo de saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado Brexit. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato para agosto avançou 0,56%, a US$ 1.256,40 por onça-troy. “O ouro está em um modo de correção”, disse Nico Pantelis, chefe de pesquisa da Secular Investor. “Devemos estar chegando ao fundo da correção atual na próxima semana, onde uma alta maior deve começar”, comentou. Recentemente, o ouro foi pressionado após o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) ter elevado as taxas de juros dos Estados Unidos para a faixa entre 1,00% e 1,25%. Segundo analistas do Commerzbank, os traders estão aguardando as negociações do processo do Brexit – o que poderia gerar ainda mais apetite pelo metal, considerado um ativo seguro. Site: http://istoe.com.br/ouro-fecha-em-alta-em-ny-com-movimento-de-correcao-e-negociacoes-do-brexit/
Ações Bolsa de valores Câmbio China Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Euro Investimento Mercado Ouro Parmetal Petroleo PIB Reino Unido

Ouro em Zigue-Zague

23 de junho de 2017
Publicado: (23.06.2017 09:17) Por: Alexandre Castro da Investing.com Caro(a) Trader Essa foi uma semana mais tranquila de indicadores, mas na próxima poderemos ter mais emoções. Começando na segunda, com o índice de clima de negócios alemão e pedidos de bens duráveis nos EUA. Na terça, teremos os números da confiança do consumidor americano. Já na quarta, o destaque fica para a vendas pendentes de moradias e estoque de petróleo nos EUA. A quinta trás o PIB americano e PMI chinês. E na sexta, para fechar bem a semana, teremos números do desemprego na Alemanha, PIB do Reino Unido e IPC da Zona do Euro. Desta vez, vamos falar do ouro. Os preços do metal vêm formando um “zigue-zague” ascendente no curto prazo, indicado pela LTA tracejada amarela. Porém, os preços não conseguiram romper a região dos US$ 1.295/1.296, topo anterior e recuaram. Para pensar em uma possível alta, pode ser preciso observar se os preços vão respeitar a LTA e lembrar que a região de US$ 1295/1296 pode ser uma forte zona de resistência. Para pensar em queda, somente se romper a LTA e perder a região dos US$ 1.214. Gráfico Ouro Até a próxima semana e bons trades! Por Leo Felipe Senger (Equipe Youtrading)  Site: https://br.investing.com/analysis/ouro-%E2%80%93-an%C3%A1lise-23-06-2017-200195859

Quero Comprar Ouro

Comprar Ouro é muito simples. Todo ouro vendido pela empresa é considerado ativo financeiro e não mercadoria. O ouro poderá ficar custodiado na empresa, para posterior retirada ou negociação, bem como ser entregue no endereço do cliente (consulte custos de entrega). Tecle em ``Saiba mais`` se deseja mais informações sobre como comprar, conhecer nossos lingotes e moedas; e conhecer como funciona a custódia de ouro. Saiba mais

Quero Vender Ouro

Vender seu ouro não é complicado. Se ele já estiver custodiado na empresa é só fechar a operação por telefone e aguardar o pagamento em questão de minutos. Se, no entanto, ele estiver em seu poder, precisaremos saber sua pureza (se não for puro, haverá o custo de refino) e conhecer sua origem (investimento ou mineral) para adotarmos os procedimentos fiscais adequados. Tecle em ``Saiba mais`` para entender os procedimentos.Saiba mais