CADASTRO

Para comprar e vender Ouro com a Parmetal, preencha nosso formulário online. Clique nos botões abaixo para criar ou acessar seu perfil.

Pessoa Física Pessoa Jurídica

PASSO A PASSO

01. Preencha os formulários de cadastro.
02. Imprima os documentos gerados, confira suas informações e assine nos campos assinalados.
03. Entregue os documentos impressos juntamente com o restante da documentação solicitada na agência mais próxima de você. Entraremos em contato informando a efetivação de seu cadastro.

Acesse o tutorial aqui

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira

1 semana atrás
Home  /  Ações  /  Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira

كوريا الشمالية ترفض دعوة برلمان الجنوب لإجراء محادثات

 Publicado: (10.08.2017 06:43)

Por: Investing.com

Confira as cinco principais notícias desta quinta-feira, 10 de agosto, sobre os mercados financeiros:

1. Mercados apreensivos com Coreia do Norte ignorando alerta de Trump

Bolsas de valores de todo o mundo estavam majoritariamente em baixa, já que investidores continuavam a se preocupar com as tensões latentes entre EUA e Coreia do Norte.

Pyongyang respondeu às ameaças do presidente Donald Trump, chamando seus alertas de “um monte de besteira”. O país também anunciou planos de lançar quatro foguetes próximos a Guam, território dos EUA no Oceano Pacífico, até meados de agosto, afirmando que as preparações estariam prontas em uma questão de dias.

Bolsas asiáticas estavam mais baixas de forma geral, com ações em Seul caindo à mínima de sete semanas.

Na Europa, as bolsas estavam um pouco mais fracas nas negociações do meio da manhã, aprofundando perdas da sessão anterior.

Enquanto isso, os futuros das ações norte-americanas indicavam uma abertura em baixa em Wall Street.

2. Foco em dados da inflação dos EUA e em Dudley, do Fed

Investidores aguardavam um importante lote de dados econômicos norte-americanos para avalar como esses dados impactarão na perspectiva de política monetária do Federal Reserve.

Relatórios sobre preços ao produtor e pedidos semanais de seguro-desemprego estão previstos para 09h30 (horário de Brasília).

Comentários de William Dudley, presidente do Fed de Nova York, também estarão em foco.

Ele deverá falar às 11h00 (horário de Brasília) sobre desigualdade salarial em sua região. Os comentários de Dudley serão analisados para avaliar se a perspectiva do Fed sobre inflação aponta para um problema transitório ou de longo prazo.

índice dólar, que acompanha a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, estava em 93,65 no início do pregão, alta em torno de 0,3%.

3. Varejistas dos EUA em dificuldades divulgam resultados

Varejistas em dificuldades, como Macy’s (NYSE:M) e Kohl’s (NYSE:KSS), deverão divulgar os resultados trimestrais antes da abertura, já que a temporada de resultados começa a perder força

Empresas que recentemente abriram o capital, incluindo Blue Apron (NYSE:APRN) e Canada Goose (NYSE:GOOS), também divulgarão resultados antes da abertura.

Após o fechamento, são esperados os resultados de Nordstrom (NYSE:JWN), Snap (NYSE:SNAP) e News Corp (NASDAQ:NWSA).

A NVIDIA (NASDAQ:NVDA), queridinha do mercado, também divulgará resultados no final do dia.

4. Petróleo amplia ganhos; Brent atinge valor mais alto desde maio

Preços do petróleo ampliavam seus ganhos, já que dados que mostraram uma sexta semana consecutiva de reduções nos estoques norte-americanos se somaram ao otimismo com a possibilidade de que o mercado estaria se reequilibrando.

petróleo dos EUA tinha o barril negociado a US$ 49,90, uma alta de US$ 0,35 ou cerca de 0,7%, enquanto o petróleo Brent avançava US$ 0,53 para US$ 53,23 o barril.

Investidores de petróleo aguardam o relatório mensal de julho da OPEP para avaliar ainda mais os níveis globais de oferta e demanda.

5. Ouro atinge pico de 2 meses

Preços do ouro continuavam a subir, chegando a novo pico de dois meses em meio a ansiedade aprofundada com a guerra de palavras entre EUA e Coreia do Norte.

Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro atingiram o pico na sessão de US$ 1.286,10 a onça troy, nível não visto desde 8 de junho. Estavam cotados a US$ 1.284,60, alta de US$ 5,30 ou cerca de 0,4%.

Na quarta-feira, o metal amarelo registrou seu mais acentuado aumento em um dia desde meados de maio já que investidores buscavam ativos considerados portos seguros em meio a tensões intensificadas entre EUA e Coreia do Norte.

Categories:
  AçõesÁsiaBolsa de valoresCâmbioCoreia do NorteDesempregoDólarEconomiaEUAEuropaFEDGovernoInflaçãoInvestimentoMercadoNew YorkOPEPOuroParmetalPetroleoPolíticaPresidenciaWall Street
Esse post foi compartilhado 0 vezes
 200