CADASTRO

Para comprar e vender Ouro com a Parmetal, preencha nosso formulário online. Clique nos botões abaixo para criar ou acessar seu perfil.

Pessoa Física Pessoa Jurídica

PASSO A PASSO

01. Preencha os formulários de cadastro.
02. Imprima os documentos gerados, confira suas informações e assine nos campos assinalados.
03. Entregue os documentos impressos juntamente com o restante da documentação solicitada na agência mais próxima de você. Entraremos em contato informando a efetivação de seu cadastro.

Acesse o tutorial aqui

Mercado futuro dos EUA cai após virada protecionista do G20

7 meses atrás
Home  /  Ações  /  Mercado futuro dos EUA cai após virada protecionista do G20

A trader works on the floor of the NYSE

Publicado: (20.03.2017 07:54)

Por: Investing.com 

O mercado futuro dos EUA apontava para uma abertura em leve baixa nos índices mais importantes nesta segunda-feira, já que a descisão do G20 de retirar a promessa de evitar o protecionismo comercial azedou a percepção de risco.

O índice blue chip futuros do Dow perdia 16 pontos, ou 0,08%, às 7h00 em horário local (8h00 em horário de Brasília), os futuros do S&P 500 tinham perdas de 4,25 pontos, ou 0,18%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 caía 3,38 pontos ou 0,15%.

Os ganhos vieram após o S&P 500 ter alta de 0,2% na semana passada, enquanto o Dow Jones aumentou ligeiramente e o NASDAQ encerrou em alta de 0,7%.

O apetite ao risco foi afetado após os líderes financeiros do G20 retirarem a promessa de manter o comércio mundial livre e aberto de uma declaração política, após oposição da cada vez mais protecionista administração Trump.

A percepção sobre o dólar deteriorou após a declaração do G20 em meio a incertezas sobre as relações comerciais norte-americanas e, por extensão, as preocupações da administração Trump com o dólar forte.

O dólar já estava sob pressão devido ao peso das expectativas de um ritmo mais lento do aumento da taxa de juros dos EUA do que os investidores esperavam anteriormente.

O Fed aumentou os juros básicos na semana passada, mas manteve sua projeção de mais dois aumentos este ano. Antes da reunião, mercados esperavam um possível tom mais agressivo vindo do banco central norte-americano.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais moedas, se fixava em 100,05, após ter chegado à mínima de 99,86 durante a noite, o nível mais fraco desde 6 de fevereiro.

Investidores se preparam para uma semana em que nada menos do que nove dirigentes do Fed devem fazer declarações públicas, incluindo Janet Yellen, presidente da instituição, na quinta-feira.

Charles Evans, presidente do Fed de Chicago, deve fazer um discurso em Nova York na segunda-feira.

O dólar mais fraco deu impulso ao ouro, cotado na moeda norte-americana, que foi cotado a US$ 1.232,75.

Também no mercado de commodities, os preços do petróleo caíram mais de 1% em meio a preocupações com a crescente produção norte-americana em um momento em que importantes produtores cortam suas produções em uma tentativa de reduzir o excesso global de oferta.

Contratos futuros de petróleo nos EUA caíam 1,28% para US$ 48,68 o barril, enquanto a referência internacional, o petróleo Brent, perdia 1,12% para US$ 51,18.

Enquanto isso, ações do Deutsche Bank (NYSE:DB) negociadas nos EUA caíam mais de 2% antes da abertura após a definição de planos para emitir novas ações para levantar US$ 9 bilhões de capital como forma de fortalecer suas finanças.

O banco alemão também afirmou ter cortado bônus para seus funcionários após sofrer uma segunda perda anual seguida.

Categories:
  AçõesAlemanhaBanco CentralBolsa de valoresBrasilCâmbioChicagoCommodityCotacaoDólarEconomiaEleiçõesEUAFEDGovernoInvestimentoMercadoOuroParmetalPetroleoPolíticaPresidenciaTaxa de JurosTecnologia
Esse post foi compartilhado 0 vezes
 200