CADASTRO

Para comprar e vender Ouro com a Parmetal, preencha nosso formulário online. Clique nos botões abaixo para criar ou acessar seu perfil.

Pessoa Física Pessoa Jurídica

PASSO A PASSO

01. Preencha os formulários de cadastro.
02. Imprima os documentos gerados, confira suas informações e assine nos campos assinalados.
03. Entregue os documentos impressos juntamente com o restante da documentação solicitada na agência mais próxima de você. Entraremos em contato informando a efetivação de seu cadastro.

Acesse o tutorial aqui
  • loading


    OURO ATIVO FINANCEIRO

    Conheça as vantagens de comercializar Ouro com a confiança
    e experiência que a PARMETAL oferece para você.

1
/
3
/

Competência, Agilidade e Confiança em operações com Ouro

A ``Parmetal DTVM`` é uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e é especializada na negociação de ouro ativo financeiro, sua principal atividade.

Cotações Agora (R$/g)

*Preço de negociação pode variar ao longo do dia

Notícias e Artigos

Confira aqui as novidades e nossas avaliações sobre o que está acontecendo no mercado do ouro.
Cotacao Dólar Economia EUA Moedas Nova York Ouro Prata

Cotação do ouro próxima à mínima de uma semana e meia com força do dólar

23 de fevereiro de 2018
Publicado:(23.02.2018 10:24) Por: Investing.com A cotação do ouro flutuava próxima à mínima de uma semana e meia nesta sexta-feira, já que expectativas de aumentos de juros dos EUA neste ano continuavam a dar ampla sustentação à moeda norte-americana. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro permaneciam estáveis em US$ 1.331,90 a onça troy por volta das 10h20, descolando-se da mínima de uma semana e meia de US$ 1.322,90. O dólar mantinha sustentação após as atas da reunião de política monetária do Fed em janeiro terem mostrado que os integrantes do banco central veem melhorias no crescimento econômico e aumento da inflação como justificativas para continuarem a elevar as taxas de juros de forma gradual. O dólar está sob pressão recentemente devido a expectativas de um ritmo mais acelerado de endurecimento de política monetária fora dos EUA, o que poderia diminuir a divergência entre o Fed e outros bancos centrais. A moeda dos EUA foi impulsionada após o Departamento de Trabalho dos EUA ter divulgado na quinta-feira que os pedidos iniciais de seguro-desemprego tiveram redução de 7.000 e totalizaram 222.000 na semana passada, o que se compara a expectativas de um total de 230.000. O ouro é sensível a movimentos tanto nas taxas de juros dos EUA quanto no dólar. Um dólar mais forte torna o ouro mais caro a detentores de moedas estrangeiras, ao passo que um aumento nas taxas de juros dos EUA aumenta o custo de oportunidade de se ter ativos de baixo rendimento como o ouro. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais moedas, avançava 0,21% para 89,84, ainda próximo da máxima de uma semana e meia de 90,17, atingida na quinta-feira. Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata recuavam 0,10% e eram negociados a US$ 16,57 por onça troy. Cotação do ouro próxima à mínima de uma semana e meia com força do dólar Site: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/cotacao-do-ouro-proxima-a-minima-de-uma-semana-e-meia-com-forca-do-dolar-567142
Bolsa de valores Cotacao Desemprego Dólar EUA FED Nova York Ouro Prata Taxa de Juros

Cotação do ouro permanece sob pressão após dados positivos dos EUA

22 de fevereiro de 2018
Publicado: (22.02.2018 10:40) Por: Investing.com A cotação do ouro permanecia na mínima de uma semana e meia nesta quinta-feira, já que dados positivos sobre pedidos de seguro-desemprego nos EUA deverão acrescentar mais força ao dólar após as atas da mais recente reunião de política monetária do Federal Reserve terem indicado a necessidade de mais aumentos das taxas de juros. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro recuavam 0,47% para US$ 1.325,8 a onça troy por volta das 10h35, seu menor nível desde 14 de fevereiro. Nesta quinta-feira, o Departamento de Trabalho dos EUA divulgou que os pedidos iniciais de seguro-desemprego tiveram redução de 7.000 e totalizaram 222.000 na semana passada, o que se compara a expectativas de um total de 230.000. Os dados foram divulgados um dia após as atas da reunião de política monetária do Fed em janeiro, terem mostrado que os integrantes do banco central veem melhorias no crescimento econômico e aumento da inflação como justificativas para continuarem a elevar as taxas de juros de forma gradual. O ouro é sensível a movimentos tanto nas taxas de juros dos EUA quanto no dólar. Um dólar mais forte torna o ouro mais caro a detentores de moedas estrangeiras, ao passo que um aumento nas taxas de juros dos EUA aumenta o custo de oportunidade de se ter ativos de baixo rendimento como o ouro. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais moedas, permanecia estável em 90,00, ainda próximo da máxima de duas semanas e meia de 90,47, atingida durante a noite. O dólar está sob pressão recentemente devido a expectativas de um ritmo mais acelerado de endurecimento de política monetária fora dos EUA, o que poderia diminuir a divergência entre o Fed e outros bancos centrais. Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata recuavam 0,79% para US$ 16,49 por onça troy. Site: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/cotacao-do-ouro-permanece-em-baixa-apos-dados-positivos-dos-eua-566903
Commodity Cotacao Dólar Economia Nova York Ouro Prata

Ouro permanece em baixa em pregão moderado

19 de fevereiro de 2018
Publicado: (19.02.2018 10:22 Por: Investing.com A cotação do ouro permanecia em baixa no pregão moderado desta segunda-feira, já que o dólar norte-americano mantinha leve sustentação embora novas preocupações políticas nos EUA teriam potencial de ameaçar os ganhos futuros da moeda. Os volumes de negociação deverão permanecer leves com os mercados norte-americanos fechados nesta segunda-feira devido ao feriado do Dia do Presidente. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro recuavam 0,47% para US$ 1.349,8 a onça troy por volta das 10h15, descolando-se de US$ 1.364,4, máxima de três semanas e meia atingida na sexta-feira. A moeda dos EUA ganhou força após dados, divulgados na sexta-feira, terem mostrado que a construção de imóveis no país teve aumento e atingiu o maior nível em um ano em janeiro e que as licenças de construção subiram a seu maior nível desde 2007. O relatório positivo ofuscou novas preocupações com o déficit nos EUA, que tem projeções de aumento e deverá atingir US$ 1 trilhão em 2019 após o recente anúncio de gastos com infraestrutura e amplos cortes em impostos corporativos. Entretanto, investidores possivelmente se manteriam cautelosos em relação ao dólar devido a novas preocupações com a política dos EUA após o Robert Mueller, procurador especial, ter acusado, no fim de semana, 13 cidadãos russos e três empresas russas de conluio na eleição presidencial dos EUA em 2016. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, subia 0,08% e chegava a 89,10. O ouro é sensível a movimentos do dólar. Um dólar mais forte torna o ouro mais caro para detentores de modas estrangeiras. Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata tinham queda de 0,43% e eram negociados a US$ 16,64 por onça troy. Site: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/ouro-permanece-em-baixa-em-pregao-moderado-566184
Banco Central Commodity Dólar Economia EUA Nova York Ouro

Cotação do ouro em máxima de três semanas e meia com queda do dólar

16 de fevereiro de 2018
Publicado: (16.02.2018 06:04) Por: Investing.com A cotação do ouro flutuava em torno da máxima de três semanas e meia nesta sexta-feira, já que preocupações com o déficit norte-americano pesavam sobre os ânimos do mercado e fizeram com que a moeda do país caísse. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro avançavam 0,44% para US$ 1.361,1 a onça troy por volta das 06h00, seu maior nível desde 25 de janeiro. A moeda norte-americana passou a cair devido a novas preocupações com o déficit nos EUA, que tem projeções de aumento e deverá atingir US$ 1 trilhão em 2019 após o recente anúncio de gastos com infraestrutura e amplos cortes em impostos corporativos. O dólar inicialmente se fortaleceu após o Departamento de Comércio ter divulgado na quarta-feira que os preços ao consumidor subiram 0,5% em janeiro, mais do que o esperado, o que fez com que rendimentos de títulos norte-americanos subissem. Dados divulgados na quinta-feira mostraram que o índice de preços ao produtor dos EUA teve alta de 0,4% no mês passado, o que se alinha às expectativas. A inflação em alta pode ter efeito catalisador para o Federal Reserve elevar as taxas de juros em um ritmo mais acelerado do que atualmente se espera. O ouro é sensível a movimentos tanto nas taxas de juros dos EUA quanto no dólar. Um dólar mais fraco torna o ouro mais barato a detentores de moedas estrangeiras, ao passo que um aumento nas taxas de juros dos EUA aumenta o custo de oportunidade de se ter ativos de baixo rendimento como o metal amarelo. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, tinha queda de 0,17% e chegava a 88,32, seu nível mais baixo desde dezembro de 2014. Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata tinham alta de 0,50% e eram negociados a US$ 16,88 por onça troy. Cotação do ouro em máxima de três semanas e meia com queda do dólar Site: https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/cotacao-do-ouro-em-maxima-de-tres-semanas-e-meia-com-queda-do-dolar-565866
Commodity Ouro

Ouro flutua em torno de máxima de duas semanas e meia com dólar mais fraco

15 de fevereiro de 2018
Publicado: (15.02.2018 11:53) Por: Investing.com A cotação do ouro flutuava em torno da máxima de duas semanas e meia nesta quinta-feira, já que a percepção sobre o dólar permanecia vulnerável mesmo com a divulgação de dados norte-americanos positivos. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, contratos futuros de ouro recuavam 0,13% para US$ 1.356,2 a onça troy por volta das 11h45, não muito distantes de US$ 1.359,70, pico de duas semanas e meia atingido durante a sessão. O Departamento de Comércio dos EUA informou nesta quinta-feira que o índice de preços no produtor teve aumento de 0,4% em janeiro, alinhado às expectativas. Em relação ao ano anterior, os preços no produtor subiram 2,7% no mês passado. Outro relatório mostrou que os pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA tiveram aumento de 7.000 e totalizaram 230.000 na semana encerrada em 10 de fevereiro, o que também se alinha às expectativas. Também nesta quinta-feira, o índice da atividade industrial do Fed de Filadélfia subiu para 25,8 em fevereiro a partir de 22,2 no mês anterior, superando expectativas de recuo para 21,1, ao passo que o índice Empire State da atividade industrial teve redução para 13,10 a partir de 17,70, diferente das projeções de queda para 17,50. O metal precioso mantinha sustentação uma vez que expectativas de um ritmo mais acelerado de aumentos de juros do Federal Reserve levaram os rendimentos do título do Tesouro dos EUA com vencimento em 10 anos, tidos como referência, à máxima de quatro anos de 2,928%. O ouro é sensível a movimentos tanto nas taxas de juros dos EUA quanto no dólar. Um dólar mais fraco torna o ouro mais barato a detentores de moedas estrangeiras, ao passo que um aumento nas taxas de juros dos EUA aumenta o custo de oportunidade de se ter ativos de baixo rendimento como o metal amarelo. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,26% para 88,69, seu nível mais baixo desde 2 de fevereiro. Participantes do mercado apostavam em um ritmo mais acelerado de aumentos dos juros dos EUA após o Departamento de Comércio do país afirmar que a inflação dos preços ao consumidor subiu 0,5% em janeiro, aumento maior do que o esperado. Em relação ao ano passado, os preços ao consumidor subiram 2,1%, superando expectativas de aumento de 1,9%. Ainda na divisão Comex, contratos futuros da prata tinham queda de 0,46% e eram negociados a US$ 16,79 por onça troy. Site:https://br.investing.com/news/not%C3%ADcias-de-commodities-e-futuros/ouro-flutua-em-torno-de-maxima-de-duas-semanas-e-meia-com-dolar-mais-fraco-565719

Quero Comprar Ouro

Comprar Ouro é muito simples. Todo ouro vendido pela empresa é considerado ativo financeiro e não mercadoria. O ouro poderá ficar custodiado na empresa, para posterior retirada ou negociação, bem como ser entregue no endereço do cliente (consulte custos de entrega). Tecle em ``Saiba mais`` se deseja mais informações sobre como comprar, conhecer nossos lingotes e moedas; e conhecer como funciona a custódia de ouro. Saiba mais

Quero Vender Ouro

Vender seu ouro não é complicado. Se ele já estiver custodiado na empresa é só fechar a operação por telefone e aguardar o pagamento em questão de minutos. Se, no entanto, ele estiver em seu poder, precisaremos saber sua pureza (se não for puro, haverá o custo de refino) e conhecer sua origem (investimento ou mineral) para adotarmos os procedimentos fiscais adequados. Tecle em ``Saiba mais`` para entender os procedimentos.Saiba mais