• loading


    OURO ATIVO FINANCEIRO

    Conheça as vantagens de comercializar Ouro com a confiança
    e experiência que a PARMETAL oferece para você.

1
/
3
/

Competência, Agilidade e Confiança em operações com Ouro

A ``Parmetal DTVM`` é uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e é especializada na negociação de ouro ativo financeiro, sua principal atividade.

Cotações Agora (R$/g)

*Preço de negociação pode variar ao longo do dia

Notícias e Artigos

Confira aqui as novidades e nossas avaliações sobre o que está acontecendo no mercado do ouro.
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Ouro fecha em leve alta, após oscilar durante o pregão

10 de dezembro de 2019
O contrato futuro de ouro fechou bem próximo da estabilidade, com ganho modesto após oscilar durante o pregão desta segunda-feira, 9. O metal chegou a mostrar maior força, mas perdeu impulso mais para o fim do dia. O ouro para dezembro fechou em alta de 0,01%, em US$ 1.459,30 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). Na sexta-feira, o dado de geração de vagas (payroll) acima do esperado na economia dos Estados Unidos no mês passado. O Commerzbank afirmou que o movimento no ouro foi natural, com investidores especulativos vendendo ouro para cobrir perdas. Além disso, o banco alemão cita em relatório que o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) não elevou suas reservas de ouro em novembro pelo segundo mês consecutivo. Ainda assim, o PBoC aparece como o segundo maior comprador global do metal neste ano, atrás apenas do banco central da Rússia. O London Capital Group destaca em relatório que o ouro perdeu a marca de US$ 1.480 a onça-troy e ficou abaixo de sua média móvel dos últimos 50 dias, após o payroll impulsionar o dólar na sexta-feira. Nesta semana, o grupo de serviços financeiros diz que o melhor resultado para o ouro seria uma decisão “dovish” (mais leve) do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) na quarta-feira. Outra notícia que poderia apoiar o ouro, segundo o London Capital, seria o presidente americano, Donald Trump, impor mais tarifas contra produtos chineses no dia 15. Caso um acordo comercial preliminar entre Washington e Pequim se concretize, por outro lado, o ouro poderia romper o patamar de suporte e operar abaixo de US$ 1.450 a onça-troy, complementa o grupo. FONTE: Terra Notícias
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Ouro fecha em alta em meio a dúvidas sobre acordo comercial e dólar baixo

6 de dezembro de 2019
Os contratos futuros do ouro fecharam em alta nesta quinta-feira (5), em meio a expectativas mistas sobre a assinatura da chamada “fase 1″ do acordo comercial entre Estados Unidos e China. Além disso, o dólar em baixa também apoiou o metal precioso. O ouro para dezembro avançou 0,20%, em US$ 1.476,90 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). O Ministério do Comércio da China reforçou, durante a madrugada no Brasil, que as negociações comerciais entre americanos e chineses continuam em andamento, apesar de pontos de tensão em torno de projetos de lei de Washington que apoiam direitos humanos em Hong Kong e Xinjiang. O porta-voz do ministério, Gao Feng, afirmou que o acordo preliminar entre os dois países deve incluir a retirada de tarifas punitivas. O presidente americano, Donald Trump, no entanto, disse pouco depois do fechamento do ouro, que “algo pode acontecer” em relação à elevação de tarifas dos EUA sobre produtos da China prevista para 15 de dezembro, mas que o assunto ainda não está sendo discutido. Na avaliação de Daniel Briesemann, analista de metais do Commerzbank, a queda do dólar nesta quinta em relação a divisas rivais “deu apoio ao ouro” e permitiu que a commodity recuperasse algumas perdas da quarta. Para o especialista, a baixa da moeda americana se deve a números abaixo do esperado do setor privado no mercado de trabalho dos EUA, divulgados na quarta pelo ADP, e que colocam pressão sobre o relatório de emprego (payroll) que será divulgado na manhã desta sexta-feira. “Os dados do mercado de trabalho do ADP – apenas metade dos novos empregos esperados foram criados em novembro – podem apontar para um fraco relatório oficial do mercado de trabalho dos EUA amanhã. Isso poderia dar mais impulso ao ouro no fim da semana”, afirma Briesemann. FONTE: Jornal do Comércio
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Os Futuros de Ouro subiram durante a sessão dos Estados Unidos

5 de dezembro de 2019
Os Futuros de Ouro subiram durante a sessão dos Estados Unidos na quinta-feira. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, Os Futuros de Ouro em Fevereiro foram negociados na entrega a US$ 1.481,05 por onça troy no momento da escrita, subindo 0,06%. Anteriormente negociadas na alta da sessão a US$ por onça troy. O Ouro estava propenso a encontrar apoio em US$ 1.459,10 e resistência em US$ 1.489,90. O Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou perdas 0,22% para negociação a US$ 97,385. Em outra parte da Comex, A Prata para entrega em Março registrou ganhos 0,63% para negociação a US$ 17,023 por onça troy enquanto O Cobre para entrega em Março registrou ganhos 0,26% para negociação a US$ 2,666 por libra-peso. FONTE: Investing
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Os Futuros de Ouro subiram durante a sessão asiática

5 de dezembro de 2019
Os Futuros de Ouro subiram durante a sessão asiática na quinta-feira. Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, Os Futuros de Ouro em Fevereiro foram negociados na entrega a US$ 1.481,25 por onça troy no momento da escrita, subindo 0,07%. Anteriormente negociadas na alta da sessão a US$ por onça troy. O Ouro estava propenso a encontrar apoio em US$ 1.459,10 e resistência em US$ 1.489,85. O Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou perdas 0,07% para negociação a US$ 97,530. Em outra parte da Comex, A Prata para entrega em Março registrou ganhos 0,19% para negociação a US$ 16,948 por onça troy enquanto O Cobre para entrega em Março registrou perdas 0,26% para negociação a US$ 2,654 por libra-peso. FONTE: Investing
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Ouro atinge maior máxima de fechamento desde 6 de novembro com ameaças de Trump

4 de dezembro de 2019
O ouro fechou em alta nesta terça-feira, 3, em meio à tensão comercial provocada por declarações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre imposição de tarifas para produtos da França, um dia após anunciar barreiras tarifárias para Brasil e Argentina. O mercado seguiu em busca por segurança, com foco também nas negociações para um pacto comercial preliminar entre EUA e China, que pode se estender mais. Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para dezembro avançou 1,08%, a US$ 1.478,20 a onça-troy, no maior valor desde o dia 6 de novembro, quando o metal precioso atingiu US$ 1.478,00. Durante a realização da cúpula da Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Londres, o presidente americano, Donald Trump, lançou declarações que azedaram o humor dos investidores, já preocupados com medidas protecionistas anunciadas pelos EUA contra Brasil e Argentina no dia anterior. Nesta terça, Trump mirou na França e disse que vai impor tarifas a vinhos e “todo o resto”, em retaliação a um imposto sobre receita de empresas digitais do governo francês, que afeta algumas companhias americanas. Sobre o acordo “fase 1” com a China, Trump disse que as negociações vão bem, mas que podem ficar para depois das eleições presidenciais americanas de 2020. De acordo com analista do Commerzbank Daniel Briesemann, o dólar americano mais fraco está ajudando a apoiar o ouro, mas os tuítes de Trump provocam mais incertezas entre investidores. “Trump reintroduziu as tarifas de importação dos EUA sobre alumínio e aço da Argentina e do Brasil, vinculando isso explicitamente ao desenvolvimento da taxa de câmbio nos dois países. Isso deu origem a preocupações de que uma guerra monetária pode ser desencadeada.” FONTE: Isto É

Quero Comprar Ouro

Comprar Ouro é muito simples. Todo ouro vendido pela empresa é considerado ativo financeiro e não mercadoria. O ouro poderá ser entregue no endereço do cliente (consulte custos de entrega). Tecle em ``Saiba mais`` se deseja mais informações sobre como comprar ou conhecer nossos lingotes.Saiba mais

Quero Vender Ouro

Vender seu ouro não é complicado. Se ele estiver em seu poder, precisaremos saber sua pureza (se não for puro, haverá o custo de refino) e conhecer sua origem (investimento ou mineral) para adotarmos os procedimentos fiscais adequados. Tecle em ``Saiba mais`` para entender os procedimentos.Saiba mais