• loading


    Confiança, competência e agilidade nas
    operações em Ouro Ativo Financeiro, Câmbio Turismo e Câmbio Comercial

1
/
3
/

50 anos de experiência em soluções financeiras no mercado de Ouro Ativo Financeiro e no mercado de Câmbio.

A Parmetal DTVM é uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Atua no setor de câmbio e é especializada na negociação de ouro ativo financeiro, sua principal atividade.

Cotações Agora (R$/g)

*Preço de negociação pode variar ao longo do dia

Notícias e Artigos

Confira aqui as novidades e nossas avaliações sobre o que está acontecendo no mercado do ouro.
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Especialistas afirmam que ouro é mais seguro contra inflação, não criptomoedas.

28 de abril de 2022
Metal surgiu como um porto seguro em parte devido a preocupações com a invasão da Ucrânia pela Rússia Parece que bitcoin e outras criptomoedas podem não ser ouro digital, afinal. Os preços do bitcoin caíram mais de 15% até agora em 2022. Outras criptos importantes como ether, solana e dogecoin também caíram acentuadamente este ano. Enquanto isso, o ouro tátil subiu mais de 4% e recuou cerca de US$ 1.900 a onça, mais uma vez flertando com recordes acima de US$ 2.000. Investidores experientes parecem perceber que, em um momento em que o Federal Reserve está aumentando agressivamente as taxas de juros, o ouro e outros metais preciosos, como prata e paládio, são melhores hedges contra a inflação. “Agora está claro que o bitcoin é negociado paralelamente aos ativos de risco, em vez de ser um porto seguro”, disse Ipek Ozkardeskaya, analista da Swissquote, em um relatório no início deste mês. “O bitcoin ainda não é o ouro digital, é mais um proxy de criptografia para a Nasdaq, aparentemente”. Nem mesmo a aquisição do Twitter por Musk — que alguns observadores acham que poderia levar a ainda mais promoção de criptomoedas na plataforma — ou a notícia de que a gigante de investimentos Fidelity permitirá que os clientes mantenham bitcoin em suas contas de aposentadoria foram suficientes para tirar os preços das criptomoedas “da lama”. O bitcoin agora está abaixo de US$ 40.000. Muitos especialistas apontam que o ouro ainda tem muitas vantagens sobre os ativos digitais. Há preocupações crescentes de que a inflação desenfreada possa levar a uma desaceleração econômica, impulsionando ainda mais o ouro. “Os riscos de estagflação estão aumentando e as tensões geopolíticas mostram poucos sinais de uma resolução rápida”, disse Louise Street, analista sênior de mercados do World Gold Council, uma empresa de pesquisa do setor. “O ouro é historicamente um dos desempenhos mais fortes em um ambiente estagflacionário, no qual as ações sofrem e as commodities geralmente recuam.” Analistas do Wells Fargo Investment Institute também disseram em um relatório no início deste mês que “o ouro pode ser mantido fisicamente, é universalmente reconhecido e teve um quarto da volatilidade” quando comparado ao bitcoin, ações e outros ativos. Com isso em mente, os analistas do Wells Fargo estão prevendo que o ouro pode subir até US$ 2.100 a onça este ano. Não são apenas os aumentos das taxas e as preocupações com a inflação que estão elevando o ouro. Mace McCain, diretor de investimentos da Frost Investment Advisors, disse em um relatório no final do mês passado que o ouro também surgiu como um porto seguro em parte devido a preocupações com a invasão da Ucrânia pela Rússia. “À medida que os eventos na Ucrânia aumentaram, vimos investidores se voltando para o ouro”, escreveu ele, acrescentando que o bitcoin ainda está “encontrando seu nicho em algum lugar entre um ativo tecnológico especulativo e uma moeda forte digitalizada”. Nessa linha, o bom e velho dólar também está se tornando um investimento melhor do que o bitcoin e
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Maior barra de ouro do mundo no Japão aumenta de valor

25 de abril de 2022
Em meio à crise na Ucrânia, a maior barra de ouro do mundo aumentou em valor para mais de ¥2,2 bilhões, cerca de US$17,1 milhões. Enquanto a crise da Ucrânia alimenta instabilidade e faz com que preços de commodities disparem, a maior barra de ouro do mundo aumentou em valor para mais de ¥2,2 bilhões (US$17,1 milhões), mais de 5 vezes seu valor quando foi colocada em exibição pela primeira vez em um parque temático na central do Japão em 2005. A barra de ouro de 250Kg é exibida no parque temático Toi Gold Mine em Izu (Shizuoka). Ela foi fundida pela empresa mãe da operadora do parque em 2005 e o Guinness World Records a certificou como a maior do mundo no mesmo ano. A barra foi colocada para visualização pública em julho de 2005, quando foi avaliada em cerca de ¥400 milhões. Desde a quarta-feira (20), 1 grama de ouro estava valendo ¥8.969 incluindo imposto, de acordo com a fabricante de barras de ouro Tanaka Kikinzouku Kogyo. O ouro é geralmente visto como um porto-seguro em tempos de crise, e seu valor aumentou em meio à instabilidade causada pela pandemia de coronavírus e a guerra da Rússia na Ucrânia. O valor da barra também aumentou devido à recente debilidade do iene contra o dólar dos EUA, que é o índice internacional para o metal comercializado globalmente. Fonte: Portal MIE
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Por que o ouro dispara com o conflito no Leste Europeu

24 de fevereiro de 2022
Considerado um dos ativos mais seguros do mundo, metal atinge cotação próxima de US$ 2 mil; com a tensão, ouro subiu 86,75% no acumulado de 30 dias. A escalada de tensões entre Rússia e Ucrânia se concretizou para o pior cenário. O país governado por Vladimir Putin iniciou a operação militar de invasão ao país vizinho na madrugada desta quinta-feira, 24. Os mercados já amanhecerem reagindo à ofensiva com queda nos principais índices das bolsas mundiais e disparada no preço do ouro. O ouro já subiu 2,81%, cotado a 1.962,56 mil dólares a onça troy, perto de atingir os 2 mil dólares, o maior alcançado em mais de um ano. Com a intensificação das tensões no último mês, o metal já valorizou 86,75% no acumulado de 30 dias. Em períodos de instabilidade e insegurança, é comum que investidores saiam dos ativos de risco em busca de ativos seguros. O metal é considerado dos ativos mais tradicionais para a reserva de valor e foi usado durante muito tempo como lastro para as moedas, por isso ele sempre foi utilizado como proteção em momentos de estresse econômico.  Durante todo período de crises, o ouro registrou enormes valorizações. O metal valorizou 31% durante a crise imobiliária nos Estados Unidos, em 2007, e 23% após o ataque às Torres Gêmeas, em 2001. Bolsas Na bolsa russa, o principal índice MOEX, caiu 45,2% nesta quinta-feira, 24. Na mesma esteira, as bolsas de Londres, Paris e Frankfurt também caíram. O EuroStoxx 600, índice que engloba pequenas e grandes empresas capitalizadas dentre os 17 países da Europa, eleva a cada hora suas quedas. Agora, por volta de 10h50 do horário de Brasília, o índice aumentou a queda para 4,23%, a 434,65 pontos. As bolsas americanas seguem o mesmo movimento, amargando quedas em todos os principais índices, com quedas superiores a 1% e 2%. FONTE: veja.abril.com.br
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Ouro ou Petróleo: Qual a melhor proteção contra a inflação?

31 de janeiro de 2022
À medida que o primeiro mês de negociações do ano se aproxima do fim, é interessante observar como a reação do ouro em relação à inflação tem sido comparada com a do petróleo. No que está se transformando no período mais desafiador da economia dos EUA desde a Grande Inflação de 1965 a 1982, o Federal Reserve está planejando de três a quatro (ou talvez mais, escolha o número que você preferir) aumentos dos juros este ano, com 25 pontos base por rodada (ou, se acreditarmos em Raphael Bostic, do Fed de Atlanta, de até mesmo 50 pb). Com o Fed relativamente agressivo de hoje – a bem da verdade, não estamos nem perto do período de Paul Volcker nos anos 80, quando as taxas estavam em uma alta anestesiante de 20% – é compreensível que os especuladores queiram vender a baixa do ouro, que na teoria iria sofrer com taxas crescentes. Mas também não vamos esquecer que a principal razão para a mudança da era da “Grande Facilidade” do Fed (juros virtualmente zero, com fonte de dinheiro infinita) é a alta da inflação a seu maior patamar em 40 anos (observe que estamos partindo do mesmo período de pressão de preços sufocante que Volcker encerrou). Realmente, se é a inflação que estamos combatendo, o ouro não deveria estar à frente desta luta, pelo menos da perspectiva das commodities, dada a posição do metal precioso como proteção contra a inflação? “Não!”, gritam os ursos do mercado, que parecem obstinados em forçar o ouro para os níveis inferiores da casa dos US$ 1.700, e US$ 1.600 se possível, citando os rendimentos do Tesouro dos EUA e o dólar que pode continuar em forte alta no meio tempo, enquanto o Fed tenta subjugar o monstro da inflação. Embora esse argumento se sustente em parte, a resistência do ouro enquanto reserva de valor ao longo do tempo não pode ser subestimada. Qualquer um que já tenha tentado comprar barras de ouro reais pode confirmar o prêmio considerável associado a elas, e como elas estão distantes das negociações de futuros na Comex de Nova York. Se isso não for respeito pelo valor do metal precioso, eu não sei o que é. Diversas contra teorias proliferam, também por parte dos touros do ouro, sobre por que ele – e não o Fed – podem ganhar esse jogo (algumas delas em resposta a meu último artigo): O Fed pode elevar as taxas somente duas vezes antes de fazer uma pausa para observar seu efeito (de forma interessante, o chefe do Fed de Mineápolis, Neal Kashkari, sugeriu um intervalo no ciclo de altas durante a primavera do hemisfério norte a fim de se determinar o progresso feito pelo banco central). O ouro provavelmente estará novamente em alta até maio, enquanto o Fed tentou se agarrar a seu outro mandato, de expandir a economia por meio de empregos, ainda que aumente os juros e tente reduzir seu balanço massivo. Não será uma guinada suave e os touros do
Câmbio Commodity Cotacao Dólar Economia EUA Investimento Mercado Ouro Parmetal

Ouro fecha em alta, com investidores de olho em alta de juros do Fed.

11 de janeiro de 2022
O contrato futuro do ouro fechou em leve alta nesta segunda-feira, 10, enquanto investidores monitoram as apostas para elevação da taxa básica de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano). Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro subiu 0,08%, a US$ 1.798,80 por onça-troy. Com a postura mais hawkish adotada por dirigentes do Fed, o mercado tem aumentado suas apostas para alta da taxa básica de juros já em março. Em geral, isso tende a pressionar o preço do ouro. Por enquanto, porém, enquanto os juros dos Treasuries sobem, o ouro tem sustentado seu preço relativamente bem, pontua o Commerzbank. Em relatório, o analista Carsten Menke, do Julius Baer, também comenta a resiliência do metal precioso e afirma que ela sugere que o aperto monetário pelo Fed já está precificado, ao menos parcialmente. “Embora nossa perspectiva econômica otimista exija um enfraquecimento ainda maior da demanda de portos seguros e preços um pouco mais baixos, acreditamos que os riscos de queda para o ouro e a prata são limitados”, diz. Uma postura mais moderada do Fed pode levar a uma alta momentânea nos preços do ouro, que não deve durar enquanto o crescimento global segue em modo de recuperação e investidores não buscam um refúgio, diz o Julius Baer. Um aperto monetário mais agressivo, por outro lado, deve pressionar os preços do ouro. FONTE: INVESTING

Quero Comprar Ouro

Comprar Ouro é muito simples. Todo ouro vendido pela empresa é considerado ativo financeiro e não mercadoria. O ouro poderá ser entregue no endereço do cliente (consulte custos de entrega). Tecle em ``Saiba mais`` se deseja mais informações sobre como comprar ou conhecer nossos lingotes.Saiba mais

Quero Vender Ouro

Vender seu ouro não é complicado. Se ele estiver em seu poder, precisaremos saber sua pureza (se não for puro, haverá o custo de refino) e conhecer sua origem (investimento ou mineral) para adotarmos os procedimentos fiscais adequados. Tecle em ``Saiba mais`` para entender os procedimentos.Saiba mais