BOLSAS ASIÁTICAS E AMERICANA, IMPASSE GREGO SOBRE A DÍVIDA E FERIADO CONSTITUCIONALISTA DE 09/JUL

6 anos atrás
Home  /  Cotacao  /  BOLSAS ASIÁTICAS E AMERICANA, IMPASSE GREGO SOBRE A DÍVIDA E FERIADO CONSTITUCIONALISTA DE 09/JUL

BOLSAS ASIÁTICAS E AMERICANA, IMPASSE GREGO SOBRE A DÍVIDA E FERIADO CONSTITUCIONALISTA DE 09/JUL
Moacir Camargo – Economista da Parmetal DTVM

Dando continuidade ao que foi colocado semana passada sobre a situação grega, vimos na semana que se seguiu, uma Grécia totalmente descapitalizada, sem condições de honrar todos os seus compromissos internos como folha de pagamento, benefícios sociais e previdenciários, precisando imensamente da liberação da última parcela (€ 7 bilhões) do empréstimo de € 245 bilhões, mesmo não tendo liquidado a parcela de € 1,6 bilhões em 30/6. Se ela fosse um país com sistema monetário independente, poderia emitir moeda, mesmo com o risco da disparada inflacionária e desvalorização cambial severa, mas horando seus compromissos com sua população. Então, Aléxis Tsípras negocia com seus parlamentares para ver se coloca em prática o plano de austeridade do FMI e analisa também, a possibilidade em romper com a zona do euro e retomar seu antigo sistema monetário: o Dracma. Mas não é esse o objetivo da Grécia e após renegociar com os credores durante horas a fio neste final de semana, finalizando nesta segunda (13), o acordo saiu e agora Tsípras tem até quarta (15) para convencer o parlamento grego a aprovar um pacote de medidas que permitirá a Grécia obter um socorro de € 86 bilhões e alguns outros benefícios, como um aporte de € 12 bi adicionais, referente a remuneração obtida com os tais empréstimos, para investimentos diretos no país.
Os mercados financeiros do mundo todo balançaram nesta quarta-feira (8/07) com a paralisação da Bolsa de NY. Um pouco antes, a United Arline suspendeu todos os seus voos por conta de um problema interno na sua rede de computadores. Depois desses eventos foi a vez do site do The Wall Street Journal sair do ar. A United voltou a voar em pouco + 1hr e ½ de paralisação e a Bolsa de NY também após 4 hr parada. Isso fez com que o Secretário de Defesa norte americano viesse ao ar avisar ao público que esses eventos não foram resultados de um cyber ataque e que estão investigando o ocorrido.
As Bolsa asiáticas seguiam um curso declinante em seus resultados nesta semana puxadas pela Bolsa de Xangai e continuaram caindo até que a China impôs, aos acionistas com + de 5% do capital de uma dada empresa, a proibição da venda dos seus papeis durante 6 meses. A Bolsa de Xangai, que acumulava -32% de queda em 1 mês, voltou a subir no pregão seguinte: +5,76%.
O feriado da Revolução Constitucionalista de 1932 (9/7) promoveu, durante a semana, baixo volume de negócios na BMF&BOVESPA e o baixo volume se estendeu para o ouro, que foi prejudicado também pela queda na cotação do dólar e episódios da Grécia e China, pontuados acima.

Fontes de pesquisa para o artigo: The Wall Street Journal, Financial Time e G1 Economia

Categories:
  CotacaoDólarEconomiaOuroPolítica
Esse post foi compartilhado 0 vezes
 200