Primeira semana de março: A semana do ouro no mercado Brasileiro

7 anos atrás
Home  /  Cotacao  /  Primeira semana de março: A semana do ouro no mercado Brasileiro

Primeira semana de março: A semana do ouro no mercado Brasileiro

 

Iniciamos a semana com uma continuidade na crescente valorização do ouro no mercado interno, aumentando a sua demanda pelos investidores que buscam a segurança para o seu patrimônio e obtenção de um ganho consistente.

Poderíamos atribuir o aumento da demanda pela commodity a sua valorização, porém, mesmo que fosse seria longe de ser pelo vulto apresentado. Especificamente, a demanda do ouro pelo maior consumidor, a indústria de joias, vem sendo reduzida internacionalmente e não seria diferente no território nacional, porém quando a paridade aumenta, a indústria joalheira parte forte para as compras, mesmo sem a necessidade de atender à produção, mas objetivando garantir um preço melhor e aumentando com isso seus estoques do metal.

Agora, porque essa alta nos preços do metal aqui no Brasil? A resposta pode parecer complexa, mas de fácil entendimento. Respondendo então: a piora no cenário político e as divergências do governo com sua base aliada, vem gerando prejuízos maciços ao Planalto que nessa terça (03), viu o presidente do Congresso devolver uma das principais medidas de ajuste fiscal, o qual elevaria impostos às empresas de diferentes setores, objetivando aumentar a captação de recurso para equilibrar as finanças governamentais. Além disso, o adiamento na votação do Orçamento de 2015 também foi impactante.

Outros fatores importantes, só que de ordem econômica, são: a sinalização do Branco Central para uma redução na intervenção do câmbio, o que permitirá maior flutuação do dólar; a possibilidade das agências internacionais de risco reduzirem a nota do Brasil; a valorização do US$ nos mercados globais; um incremento nos índices de desemprego; a inflação ultrapassando os 7% nos últimos 12 meses; o Risco Petrobrás que poderá afetar o mercado de capitais, bancos e a economia como um todo; a dívida brasileira que em 2014 atingiu 128% do PIB.

Enfim, o cenário político piorou os indicadores econômicos, produzindo um “overshooting” na cotação do dólar na semana de 01 a 07 de março que ultrapassou, durante o pregão de sexta (06), os R$ 3,07. E assim, a paridade do ouro no mercado interno foi afetada, gerando um aumento significativo na sua procura (efeito manada) colocando-o em evidência em termos de valorização, fazendo o ouro brilhar como uma estrela aos olhos dos investidores e dos possuidores.

Moacir Camargo – Economista Parmetal DTVM (Fontes: O Estado de São Paulo, World Gold Council, Folha de S. Paulo, Valor Econômico, G1 Economia)

Categories:
  CotacaoEconomia
Esse post foi compartilhado 0 vezes
 200